sexta-feira, 22 de março de 2019

Divulgação: FUTEBOL EM ALANDROAL: «AMIGOS DE SÃO BRÁS DOS MATOS» vs GRUPO DESPORTIVO DE SOBRAL DA ADIÇA - SÁBADO, 23 DE MARÇO DE 2019 PELAS 15:15 HORAS - COMPLEXO DESPORTIVO MUNICIPAL «MIGUEL FIGUEIREDO LERIAS» - ALANDROAL.

Divulgação: FUTEBOL EM ALANDROAL: «AMIGOS DE SÃO BRÁS DOS MATOS» vs GRUPO DESPORTIVO DE SOBRAL DA ADIÇA - SÁBADO, 23 DE MARÇO DE 2019 PELAS 15:15 HORAS - COMPLEXO DESPORTIVO MUNICIPAL «MIGUEL FIGUEIREDO LERIAS» - ALANDROAL.

NOTA: Ao cuidado do vosso site/ blog. Agradecemos que possa divulgar. Obrigado

Bola de trapos, edição de 22 de março de 2019 no Diário do Alentejo

José Saúde
Atas
As Atas são testemunhos históricos pelas quais as coletividades se regem e que visam o básico prosseguimento daquilo que fora aprovado numa reunião suprema. Desportivamente invoco um documento da AF Beja e revejo a sua Ata nº1: “Aos dois dias do mês de Março do ano de mil novecentos e vinte e seis nesta cidade de Beja, e sede provisória na Associação de Foot-Ball de Beja, sita na rua do Touro número treze, reuniram-se os seguintes senhores eleitos para a Comissão Administrativa da Associação, referindo em Assembleia Geral do mesmo organismo, à necessidade em proceder: Tenente Coronel António Henriques de Meneses Soares, Artur da Silva Dias, Guilherme Castelão de Almeida, João Maria Brandão Soares, Joaquim António do Monte, António dos Reis Perianes e José Raposo Coroca, tendo distribuído entre si e respectivamente os diferentes cargos de Presidente, Vice Presidente, Primeiro e Segundo Secretário e Vogais” . E adianta: “Foi resolvido oficiar à União Portuguesa de Foot-Ball, dando ele parte da organização deste organismo da constituição da Comissão Administrativa e apresentando o nosso pedido da filiação”. Procurei uma identificação credível que transmitisse o arrojo dos impulsionadores de uma modalidade que conhece, atualmente, parâmetros nunca dantes concebíveis. Quando lancei a obra Associação de Futebol de Beja 90 Anos de Memórias e Relatos, novembro de 2015, a missão passou em trazer ao conhecimento público dados verídicos sobre os 113 filiados inseridos nos cadernos associativos. Andei no trilho dos clubes, ou associações, e tentei refazer biografias que o tempo paulatinamente se encarregou em acomodar em baús que foram entretanto danificados. Solicitava a consulta de Atas, uma vez que pretendia angariar informação mais sucinta, mas, em alguns dos casos, lá vinha a negação da minha interpelação. Concluía que muitos dos emblemas nem livros de Atas guardavam nos seus arcaicos armários. Não vamos divagar na procura de plausíveis razões, tentemos sim caminhar pela veracidade da excelente gesta, enaltecendo um passado que revela um ancestral crescimento com o evoluir dos anos. Longe vão os tempos, décadas de 1920 e 1930, em que novata AF Beja se limitava a uma mini competição, onde o Luso, clube mais antigo (16/6/1916), Despertar (24/6/1920), São Domingos Futebol Clube (15/8/1920) e União de Beja (21/10/1923), nomeadamente, pediam meças para erguerem o almejado troféu. Hoje, o fenómeno expandiu-se de tal forma que na presente temporada, 2018/2019, existem 43 filiados a participarem desportivamente nos diversos escalões que reúnem cerca de 2700 atletas, distribuídos pelos escalões de petizes, traquinas, benjamins, infantis, iniciados, juvenis, juniores, seniores e futsal. Relativamente aos juízes de campo que arbitram os jogos a quantidade refere perto dos 70. Outros tempos, outras realidades e testemunhos autênticos que ficam para memória futura.
Fonte: Facebook de José saúde.

Alcácer requalifica piscinas cobertas


A Câmara Municipal de Alcácer do Sal vai avançar com a requalificação das piscinas cobertas, num investimento avaliado em pouco mais de 400 mil euros e cujo lançamento de empreitada já foi aprovado pelo executivo.
De acordo com a autarquia, "além de reverter o estado de progressiva degradação que decorre da antiguidade e da intensidade de uso deste equipamento, a intervenção contempla a ampliação do espaço com vista a dotar o mesmo de sala de socorros e de sala de apoio especializado".
"Serão também melhoradas as acessibilidades ao edifício e as condições de mobilidade, substituir-se-á a cobertura e também as infra-estruturas de telecomunicações e iluminação", acrescenta a mesma fonte.
Fonte: www.jornalsudoeste.com

Pelotão da "Alentejana" parte de Santiago


Santiago do Cacém recebe nesta sexta-feira, 22 de Março, a partida da terceira etapa da Volta ao Alentejo em bicicleta, que continua a ser liderada pelo espanhol Enrique Sanz, da equipa Euskadi-Murias.
A etapa de hoje vai ligar a cidade do Litoral Alentejano a Mora, no distrito de Évora, num total de 176 quilómetros, numa tirada com duas contagens de montanha.
Na quinta-feira, 21, teve lugar a segunda etapa, que começou em Mértola e terminou em Odemira. Na chegada à meta o mais rápido foi o camisola amarela Enrique Sanz, numa vitória ao sprint sobre os também espanhóis Raul Alarcón (W52/ FC Porto) e Vicente García de Mateos (Aviludo/ Louletano).
Ainda assim, a maior ovação à chegada em Odemira foi para o jovem Afonso Silva, de 18 anos, natural desta vila e atleta da equipa Rádio Popular/ Boavista.
Fonte: www.jornalsudoeste.com/

"Castrense vai lutar pelos lugares cimeiros"


Dois meses depois de ter assumido o comando técnico do FC Castrense, Rúben Lança revela ao "CA" o trabalho que tem sido desenvolvido e reconhece que foi um desafio "arriscado" aceitar o convite para orientar a formação de Castro Verde.

O último jogo do FC Castrense, a 6 de Março com o Piense, terminou com uma vitória, a primeira desde que assumiu o comando técnico da equipa. Esse resultado aliviou a "ansiedade" do plantel, que já não ganhava há muitas jornadas?
Foi uma vitória importante, até porque vínhamos de boas exibições. Já merecíamos a vitória antes e claro que esta vitória ajudou a aliviar um pouco a pressão que este plantel tinha às costas.

O FC Castrense tem mais oito jogos de campeonato até final da época. Onde pode chegar a equipa?
Desde o primeiro dia que tenho dito que o Castrense, neste momento – com este novo paradigma e um modelo de futebol sénior totalmente reestruturado –, tem de pensar jogo-a-jogo e tem de fazer crescer os inúmeros jovens que temos no plantel. Que podemos então fazer? Em primeiro lugar vamos lutar em todos os jogos para ganhar. Vamos certamente ser uma equipa mais serena e tranquila do que fomos nos últimos jogos, porque esta vitória [diante do Piense] também traz isso. E podemos garantir que vamos tentar fazer bons jogos, praticar bom futebol e dignificar a camisola do FC Castrense.

Se o título é uma ilusão, chegar ao pódio ainda é possível?
O historial do Castrense assim o obriga! Vamos lutar pelos lugares cimeiros, até porque a diferença pontual é pouca e qualquer fim-de-semana pode alterar completamente a classificação. Mas temos o objectivo de chegar lá acima! O plantel é muito jovem, falta muita experiência, mas há qualidade e muita margem de progressão. E nós estamos a trabalhar fortemente neste capítulo, de fazer crescer os jovens, de fazer crescer a equipa em todos os momentos do jogo. Acredito que, se tudo correr bem e o trabalho que está a ser feito no treino for passado para o momento competitivo, certamente que estaremos em posições muito mais agradáveis do que estamos agora.

Admite que a mudança de filosofia que houve no clube em relação ao futebol sénior condicionou as ambições da equipa nesta época? Os sócios talvez esperassem o Castrense envolvido na luta pelo título…
Sem dúvida que esta alteração da linha orientadora veio trazer alguma frustração a alguns adeptos. Compreendo isso, mas tendo em conta os últimos anos e as vezes que íamos ouvindo muita gente a pedir mais atletas da terra, mais atletas da formação, mais atletas próximos de Castro Verde, agora só temos de trabalhar no sentido de passar esta primeira 'tempestade' – que é natural, pois o Castrense tinha sempre equipas fortíssimas e com olhos postos na subida ou na manutenção no Campeonato Nacional de Seniores. A verdade é que neste momento é preciso ir passo a passo e ver que estes miúdos precisam de tempo e de apoio. Porque sem apoio certamente que não vão crescer!

Quando assumiu funções como encontrou a equipa? Era um grupo resignado com a sucessão de maus resultados ou sentiu um plantel com vontade de dar a volta à situação?
Foi um misto dos dois… Sabemos que por muito fortes que sejamos mentalmente, as derrotas e os maus resultados não ajudam. Mas encontrei um plantel com muita vontade de trabalhar e isso no futebol, ainda mais na nossa realidade, é bastante importante. E encontrei um plantel com muita vontade de evoluir e de querer dar a volta.

Esta é a sua primeira experiência como treinador principal no futebol sénior masculino, começando a meio da época e num ciclo de resultados negativos. Reconhece que é um desafio arriscado?
Foi, sem dúvida! Já tinha tido experiência como adjunto e preparador físico nos seniores do Castrense na então 3ª divisão nacional e depois no distrital, com o mister Mário Tomé, e ficou o 'bichinho'. E treinar uma equipa da dimensão do Castrense é sempre um sonho realizado, ainda mais sendo da terra. É uma honra e estou muito contente! Mas reconheço que o desafio é muito complicado. Os resultados não estavam a aparecer, algumas goleadas, muita pressão dos adeptos… Mas como costumo dizer, se não agarrarmos as oportunidades na vida, elas passam e ficamos sempre na incerteza se tinha resultado ou não. E eu não quis ficar na incerteza! Estou no Castrense por paixão e sinceramente não queria deixar passar esta oportunidade. É difícil? É muito difícil! Mas não sou homem de deixar passar as oportunidades e de me esconder atrás das dificuldades. Aceitei e até agora não me arrependi de nada.

Como treinador, que ambições acalenta? Onde pretende chegar?
Sou da área do Desporto e adoro abraçar desafios nesta área e tentar superar-me. Não sou de ficar sentado à espera que as coisas aconteçam… É por isso que, desde a patinagem ao futebol, tenho feito de tudo um pouco e com algum êxito, o que me deixa orgulhoso. Mas o trabalho não é só meu e as minhas equipas técnicas têm ajudado bastante e nada se faz sozinho. Em termos de ir mais além, neste momento gosto do que estou a fazer, ainda mais de treinar a equipa sénior da minha terra. Não podia pedir mais neste momento em termos de carreira como treinador. Mas vou levando isto um passo de cada vez, um jogo de cada vez, uma época de cada vez. Só penso em ajudar os meus atletas a subir de rendimento e a conseguir outro tipo de resultados.

De que forma a sua experiência no futebol feminino – três anos de campeonato nacional – tem sido útil nesta nova etapa?
Por mais estranho que pareça, está a ser muito útil! Até porque quando peguei na equipa feminina do Castrense no nacional também passei por uma remodelação quase total do plantel, com a entrada de miúdas muito jovens que precisavam de crescer. E a verdade é que o paradigma [nos seniores masculinos] é parecido. Temos um plantel muito jovem, que precisa de crescer. E em todos os trabalhos que fazemos, em todas as equipas que treinamos, vamos tirar ensinamentos para o futuro. Neste momento sou um treinador muito mais experiente e mais maduro. E utilizo tudo o que posso em prol da minha actual equipa.
Fonte: www.correioalentejo.com

Noticiias do JUventu.de de Evora

Cromos do Juventude em alta !..

Ainda estão disponiveis as derradeiras cadernetas de Cromos do Centenário á venda na nossa secretaria, a edição está a ser um verdadeiro sucesso e os cromos são procurados para colecionadores e amigos do Juventude. Imossivel perder esta oportunidade numa caderneta comemorativa dos 100 anos do Juventude Sport Clube. Imperdível !... 


20.3.19

Volta ao Alentejo em Bicicleta

Termina no próximo Domingo dia 24 na Praça de Giraldo em Évora,
A 37ª. VOLTA AO ALENTEJO EM BICICLETA,
denominada
Alentejo Crédito Agrícola.
Por isso e, como informação recordo que com Organização diferente e de outra dimensão e itinerário  A  1ª.Volta ao Alentejo realizou-se em 1949,  com a particularidade de ter sido vencedora a Equipa do Juventude Sport Clube, de que fazia parte Manuel Francisco (conhecido por Manuel da Gaita), que havia de ser a Alma Impulsionadora da Primeira Edição  da Alentejana em 1983, sendo inclusivamente o Delegado da Comissão Organizadora junto da Associação de Ciclismo e Comissário de Alojamentos.
Manuel da Gaita, como amante do ciclismo viu assim concretizado o seu sonho de sempre, ao ver na estrada e na sua região uma Volta ao Alentejo de grande dimensão.
Manuel da Gaita que, nos disse, em entrevista concedida em Dezembro de 1995 e publicada no Boletim do Juventude em Janeiro de 1996, ter sido uma das vitórias mais saborosas a conquista da 1ª. Volta ao Alentejo, pelo Juventude .
Terminamos este nosso apontamento transcrevendo, do Boletim do Juventude acima citado, a resposta à pergunta "QUAL A MELHOR RECORDAÇÃO", por julgarmos que define em toda a acepção da palavra a sua ligação e forma de viver o Ciclismo.
"AS AMIZADES QUE CONSEGUI GRANJEAR DURANTE TODOS  ESTES ANOS DE CICLISMO, QUE SÃO 54 ANOS LIGADOS ÀS BICICLETAS"
Nomes da foto
Manuel da Gaita, José Guerreiro, José Maria Santos Lobo, José Ramires
e Manuel Viegas


ARMANDO RIBEIRO

19.3.19

Faleceu D. Maurílio Gouveia

D. Maurílio Gouveia, arcebispo emérito de Évora, faleceu hoje, ao início da tarde, aos 86 anos de idade, no Funchal. Foi Arcebispo de Évora durante 26 anos, entre 1981 e 2007. O Juventude apresenta as sentidas condolências à família enlutada e à Arquidiocese de Évora. Na foto, D. Maurílio Gouveia na inauguração do Pavilhão Juventude Sport Clube a 5 de dezembro de 1987.
Fonte: http://juventudesportclube.blogspot.com/

Futebol Feminino - Sub-17: Convocatória

Divulgamos a lista de convocadas, na categoria sub-17, para o treino de preparação a realizar no próximo dia 27 de março, no Campo de Jogos Foz do Mira, em Vila Nova de Milfontes.
22 março 2019
Seleções


Para conhecimento dos Clubes filiados e demais interessados, divulgamos a lista de jogadoras da categoria sub-17 convocadas para o treino de preparação, que terá lugar no Campo de Jogos Foz do Mira, em Vila Nova de Milfontes, a partir das 19:30 do próximo dia 27 de março.
Fonte: AFBeja.com

Futebol Feminino - Sub-14: Convocatória

Divulgamos a lista de convocadas, na categoria sub-14, para o treino de preparação a realizar no próximo dia 26 de março, no Campo de Jogos Carolina Almodôvar Fernandes, em Penedo Gordo.
22 março 2019
Seleções


Para conhecimento dos Clubes filiados e demais interessados, divulgamos a lista de jogadoras da categoria sub-14 convocadas para o treino de preparação, que terá lugar no Campo de Jogos Carolina Almodôvar Fernandes, em Penedo Gordo, a partir das 18:15 do próximo dia 26 de março.
Fonte: AFBeja.com

Alemanha 1 - 0 Portugal (2.ª parte a decorrer)

Seleção Sub-20

Equipa das Quinas afina estratégia para o Campeonato do Mundo de sub-20.
A Seleção Nacional sub-20 defronta, esta sexta-feira, a sua congénere alemã, num jogo agendado para as 19h30 [hora de Portugal continental], no Estádio Hardtwald, em Sandhausen. Será mais uma oportunidade para Hélio Sousa afinar a estratégia para o Mundial sub-20, que Portugal vai disputar entre de 23 de maio e 15 de junho.
O encontro entre alemães e portugueses será dirigido pelo árbitro Jochem Kamphuis, da Holanda, que será auxiliado pelos germânicos Mario Hildebrand e Luca Schlosser. Tobias Fritsch, também da Alemanha, desempenhará funções de quarto árbitro.
Na fase de grupos do Mundial, a armada lusa vai encontrar a Coreia do Sul (25 de maio), a Argentina (28 maio) e a África do Sul (31 de maio). Os três jogos vão ter lugar na cidade de Bielsko-Biala.
A Equipa das Quinas terá a oportunidade de ensaiar o Campeonato do Mundo também diante da Inglaterra, na próxima terça-feira, 26 de março, em Penafiel.
Eis os primeiros dados da partida:
Preparação para o Campeonato do Mundo Polónia 2019
Estádio Hardtwald, em Sandhausen
Árbitro: Jochem Kamphuis (Holanda)
Árbitros assistentes: Mario Hildebrand e Luca Schlosser (Alemanha)
Quarto árbitro: Tobias Fritsch (Alemanha)
ALEMANHA - PORTUGAL

Alemanha: Markus Schubert, Alfons Almade, Gian-Luca Itter, Dzenis Burnic, Luca Kilian, Vitaly Janelt (Paul Jaeckel, 49'), Nikklas Dorch, Ridle Baku, Mats Köhlert, Salih Özkan - Cap., Manuel Wintzheimer.
Suplentes não utilizados: Jan-Christoph Bartels, Lennart Cyborra, Sidney Friede, Benjamin Goller, Daid Otto, Florian Krüger, Aaron Opoku, David-Jerome Itter, NIclas Thiede.
Treinador: Thomas Norenberg
Golos: 1-0 Dzenis Burnic (21')
Disciplina: Amarelos - 

Portugal: João Virgínia, Diogo Dalot, Romain Correia, Diogo Leite, Rúben Vinagre, Florentino - Cap, Filipe Soares, Domingos Quina, Mesaque Dju (João Filipe, 46'), Elves Baldé ( Trincão 46'), Rafael Leão.
Suplentes não utilizados: Diogo Costa, Luís Maximiano, Diogo Queirós, Thierry Correia, David Carmo, Francisco Moura, Nuno Henrique, Gedson Fernandes, Nuno Santos, Pedro Martelo, Leandro Cardoso.
Treinador: Hélio Sousa
Golos:
Disciplina: Amarelos -
 Diogo Leite (15'), Domingos Quina (40')
Fonte: FpF.PT